Ousadia e Fidelidade

“Eis que o nosso Deus, a quem nós servimos, é que nos pode livrar; ele nos livrará da fornalha de fogo ardente, e da tua mão, ó rei. E, se não, fica sabendo ó rei, que não serviremos a teus deuses nem adoraremos a estátua de ouro que levantaste.”

Em Daniel 3:17-18, podemos nos deparar com algo inspirador: a decisão de servos fiéis em escolher seguir ao Senhor e só adorar ao verdadeiro Deus, mesmo sendo colocados perante à morte. E não foi apenas um momento de questionamento. Nesta ocasião, o Rei Nabucodonosor se colocou acima de todos, no versículo 15 ele diz “E quem é o Deus que vos poderá livrar das minhas mãos?”,  ou seja, ele se coloca como alguém destemido e invencível. As vezes, vivemos momentos em que o problema parece ser invencível ou insuperável. Mas assim como Deus abençoou e cuidou de Sadraque, Mesaque e Abednego, Ele cuida da gente. O rei se enfureceu e jogou os três em uma fornalha ardente, que ainda foi sete vezes mais aquecida, mas nenhum dano foi sofrido por eles, nenhum fio de cabelo daqueles três servos fiéis foi queimado. A ousadia em não se curvar ao que o inimigo te ordena, sabendo que há um Deus para te livrar é o que precisamos exercitar hoje em nossa vida espiritual. Não podemos nos acomodar e aceitar o que vai contra a vontade de Deus. O rei Nabucodonosor queria que Sadraque, Mesaque e Abednego adorassem uma estátua de ouro, mas aqueles servos sabiam que a adoração deles eram única e totalmente ao Senhor.

Há temor e obediência?
Então confie, pois haverá vitória. 

Continue Reading

Nesta Geração, Faça a Diferença

“Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo” Filipenses 2:15.

A orientação de Paulo aos filipenses ainda vale para os dias de hoje. E podemos perceber o quanto ela é necessária. Com todos os sinais da volta do Senhor Jesus se cumprindo, muita coisa que acontece ao nosso redor retrata bem as investidas que o inimigo lança para tentar enganar e confundir o povo de Deus. Por isso a palavra de Deus ressalta tanto a importância de estarmos vigilantes, constantes no trabalho do Senhor e alertas. Então, diante dessa geração, quem somos? Será que estamos seguindo as orientações que nos foram deixadas, será que estamos realizando a vontade do Senhor para a nossa vida? Será que estamos, realmente, sendo luz aqui no mundo? Essas são algumas das perguntas que sempre devemos nos fazer. Avaliar se a nossa postura diante do mundo está sendo diferenciada e fazendo a diferença na vida de quem está ao nosso redor. Em meio a um mundo perverso e corrompido, estamos levando a luz do Espírito Santo ou simplesmente estamos nos afastando e deixando para outros o trabalho de evangelizar, de testemunhar do amor e do poder do Senhor?

Deus está em sua vida? Então deixe transparecer em você a luz do Espírito Santo.

Continue Reading

86 – Se esvazie

Ansiedades, afazeres, planos, projetos, sonhos, vontades, expectativas… ufa! É tanta coisa para se pensar que poderíamos nos perder dentro de nossa própria consciência. Nossa vida é marcada por atividades sob pressão e vigiada por quem está ao nosso redor. Parece ser assustador e, na verdade, é muito assustador mesmo. Mas saiba que, em tudo que está acontecendo ao nosso redor, podemos contar com alguém muito especial. Seu nome é Jesus. O engraçado é que não seria a primeira vez que Ele tomaria para si um grande fardo para nos aliviar, Ele fez isso na cruz. Ele tomou para si o meu e o seu pecado, nos livrou daquele peso quando se doou, quando escolheu morrer para que a gente vivesse. Então, qual é o seu peso? Em 1 Pedro 5:7 está escrito: “Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês.”. Ele quer cuidar de nossas vidas e direcionar nossos passos, Ele sabe o que é melhor para nós e quer nos dar isso, mas é preciso se esvaziar de todo o nosso eu para que Ele entre, limpe, organize e faça sua vontade que sempre é boa, perfeita e agradável. Se esvazie de si e deixe-o entrar. Coloque diante Dele toda a sua vida e Ele fará coisas grandiosas.

Menos de nós, mais de Deus. Sempre.

Continue Reading

76 – Comunhão para realizar a Obra

Uma das coisas que a gente necessita avaliar a cada dia é a comunhão. O povo de Deus não é um clube, um amontoado de pessoas e muito menos é uma modinha passageira. O povo de Deus é um corpo que há membros diferentes, mas ao mesmo tempo são essenciais para o funcionamento do organismo. O capítulo 4 de Neemias (sugiro muito ler <3) fala sobre o momento que estamos vivendo e claro, fala sobre o assunto do post de hoje: comunhão. Espero mesmo que tenha a curiosidade de ler essa passagem, me fez refletir muito. E, pensando no sentido profético deste capítulo, preciso ressaltar uma parte deste texto bíblico: “Então eu disse aos nobres, aos oficiais e ao restante do povo: “A obra é grande e extensa, e estamos separados, distantes uns dos outros, ao longo do muro. Do lugar de onde ouvirem o som da trombeta, juntem-se a nós ali. Nosso Deus lutará por nós!”. O povo de Deus estava realizando uma grande obra, que muitos criticavam, zombavam e que o inimigo queria destruir. Comunhão é ter em comum, estar em comum. E se não fosse a comunhão que aquele povo tinha uns com os outros, aquela grande obra não teria sido finalizada. É essa a importância da comunhão na igreja hoje. Estamos, juntos, realizando uma grande obra, onde muita coisa tem se levantado para atrapalhar e tentar destruir o nosso trabalho, que é evangelizar sobre Cristo e testemunhar do amor Dele. Precisamos estar em comunhão porque é através dela que Deus fala, age e luta por nós. O som da trombeta, profeticamente falando, aponta para a volta do Senhor Jesus e, estando em comunhão, ouviremos, nos juntaremos e teremos Deus ao nosso lado.
Precisamos estar em comunhão para ouvir o som da trombeta.
Continue Reading

21 – Segredos

Muitas vezes guardamos certas coisas sobre a nossa vida. As vezes sobre a vida de  alguém. Outras vezes descobrimos coisas… segredos… Cada um tem o seu, talvez vários, ou até compartilham algo muito secreto com alguém de confiança. Mas o principal segredo existente é o nosso interior. Nunca ninguém saberá o que se passa no seu interior, as vezes nem a própria pessoa entende o que acontece lá dentro. Mas o que ocorre além de uma mistura de medos
e incertezas se junta a sentimentos e convicções. Daí surge seus segredos, que muitas vezes não passam de verdades que seu eu insiste em resguardar, em esconder. Em algumas ocasiões, seu eu ignora suas emoções, fazendo você afirmar, a si mesmo, ser segredos seus que devem permanecer intactos e guardados só pra você. Tudo bem ter segredos, mas cuide-se para que esses tais não se tornem sentimentos reprimidos e nem cheguem a ser lutas interiores travadas dentro de você.
Se conhecer, verdadeiramente, pode não ser a coisa mais impressionante do mundo mas é a mais necessária.
Continue Reading